[tradução] Capítulo Quatro - Revelações Sobre a Exploração

Olá comandantes!

Vamos agitar um pouco o formato do tópico principal de discussão em torno de algumas das principais características do Capítulo Quatro do Beyond. Neste post, apresentaremos apenas algumas das melhorias para a atividade de exploração na próxima atualização. Há uma série de benefícios que pretendemos trazer com essa revisão da exploração que listamos abaixo, com uma explicação mais detalhada mais abaixo.

BENEFÍCIOS DAS MELHORIAS DE EXPLORAÇÃO

• Tornar a exploração mais envolvente: ao introduzir um processo, pretendemos tornar a exploração mais significativa, tornando os resultados mais satisfatórios e recompensadores.
• Substitua o tempo de voo por jogabilidade: queremos reduzir a quantidade de tempo que você tem que gastar voando até um planeta apenas para descobri-lo. A única vez que queremos que você voe até um planeta é quando você quer visitá-lo, pois há algo que você quer ver ou fazer. Em última análise, isso tornará a exploração de corpos planetários e a obtenção de primeiras descobertas num sistema mais rápido e envolvente.
• Remover a geração randômica de USS (sinais não identifiados): Agora você poderá usar sua habilidade para localizar fontes de sinal em vez de confiar na sorte. Você terá a capacidade de identificar um USS de qualquer lugar no sistema e, em seguida, explorar e descobrir esses locais.
• Reduza o tempo para encontrar localizações na superfície do planeta: agora você poderá empregar o jogo para tornar a pesquisa de locais de superfície / POIs interessantes mais rápida e mais interessante do que voar pelo planeta em órbita baixa.
• Melhorar a exploração multiplayer: Com ambos os upgrades dos módulos, estamos garantindo que as wings e o multi-crew sejam suportadas.
• Sistema holístico: As melhorias na mecânica de exploração unem não apenas novas descobertas, mas mineração, missões e localização da fonte de sinal em um único pacote.
• Uma nova tag "Primeiro mapeado": Você poderá adicionar uma tag de primeiro mapeado em qualquer planeta dentro da galáxia, incluindo dentro da bolha. Dando a todos os jogadores que se juntaram ao jogo desde o seu lançamento ainda mais oportunidade de deixar sua marca na galáxia.

Confira os detalhes completos abaixo.

O SCANNER DE DESCOBERTA

Como os exploradores dedicam seus negócios longe do espaço civilizado, decidimos não adicionar novos requisitos de módulo. Em vez disso, estamos aprimorando o scanner de descoberta e o scanner de superfície detalhado para que os Comandantes possam entrar em ação assim que a atualização for liberada, sem ter que gastar tempo viajando de volta a uma estação para comprar novos equipamentos.

Quando você ativar o scanner de descoberta, você será levado a uma nova interface e visualização. Nesta exibição de câmera aumentada, você pode "interrogar" o sistema usando a nova funcionalidade do scanner.



O processo começa com o “honk” (verificação do sistema), embora seu uso agora faça parte de um processo mais envolvente (se tudo que você fez antes foi buscar alguns créditos, não se preocupe, a verificação ainda concede créditos).

A verificação do sistema agora retorna uma exibição agregada de quão enérgicas as emissões eletromagnéticas estão no sistema. Os sinais são classificados em uma escala baixa a alta por sua energia aparente. Por exemplo, as emissões dos aglomerados rochosos aparecerão na extremidade inferior da escala, gigantes de gás quente na faixa superior. Esta informação requer alguma interpretação, pois os sinais podem se sobrepor.

Você é capaz de ajustar o foco de seus sensores a um ponto específico da escala, tornando as emissões de objetos dessa faixa muito mais claras, com o custo de filtrar sinais retornados de corpos que não emitem nesse intervalo.

Conforme você move a vista, você está mirando seus sensores de scanner de descoberta. Para ajudá-lo, a visualização do scanner de descoberta também apresenta uma varredura repetitiva de distúrbios gravitacionais detectados no sistema. Você pode usar essa varredura para restringir sua busca por corpos estelares, bem como iniciar sua pesquisa em torno do plano orbital da estrela, que é revelado pela varredura inicial do sistema.

As emissões que chegam perto o suficiente do foco de sua visão são representadas por padrões de assinatura em torno de uma retícula central. Se você estiver sintonizado no ponto correto na escala de energia, o sinal aparecerá como um padrão simétrico, mostrando claramente a direção da origem do sinal, permitindo que você o localize. Quanto mais distante estiver o seu ajuste de energia, mais distorcido e assimétrico será o padrão, ocultando a direção e o local precisos.

Depois de ter uma origem do candidato, você pode usar o scanner para reconstruir uma visualização ampliada. Se você mirou com precisão suficiente, você descobrirá o corpo estelar. Se houver um número de corpos estelares relativamente próximos ao seu foco, talvez seja necessário repetir o processo para isolar os sinais individuais.



À medida que você localiza e identifica os corpos estelares, suas emissões são filtradas, tornando-se marcadores na faixa de energia, facilitando a localização dos corpos remanescentes. É nesse ponto que você ganhará a tag “first discovered”, ao invés de ter que visitar fisicamente o planeta (você ainda precisa vender os dados em uma estação para ganhar a tag). Todas as tags atuais descobertas pela primeira vez permanecerão.

É importante ressaltar que, quando você descobre um planeta usando o scanner de descoberta, além de ser informado sobre os recursos disponíveis nele, a presença de locais incomuns, como sitios dos Guardian, também será revelada. No entanto, a localização precisa deles não será mostrada até que você tenha mapeado o planeta com o scanner de superfície detalhado.

FONTES DE SINAIS NÃO IDENTIFICADOS

Juntamente com a atualização de exploração, estamos melhorando a maneira como os USS funcionam. Os USSs agora aparecerão em todo o sistema quando você entrar pela primeira vez. Isso permite que você use as novas ferramentas de exploração para encontrar USSs em todo o sistema, não apenas na área ao seu redor. Você ainda pode interrogar os beacons de navegação para encontrar os locais.

Embora os USSs ainda tenham um tempo de decaimento, os temporizadores foram aumentados para permitir que você encontre e voe para os interessados. O tempo de decaimento também é exibido quando direcionado. As fontes de sinal ainda obedecem a regras que determinam onde elas podem aparecer dentro de um sistema, e fontes de sinal de missão crítica ainda serão destacadas para se diferenciarem uma vez localizadas.

O SCANNER DE SUPERFÍCIE DETALHADO

Mais uma vez, este módulo não será substituído. Em vez disso, o scanner de superfície detalhado ganha a capacidade de lançar sondas de micro sensores em supercruise. Você usará essas sondas para "mapear" a superfície de um planeta e localizar pontos de acesso de recursos em seus anéis.

Essas sondas assistidas por vôo são lançadas por meio de uma nova interface de mira ao ativar o scanner de superfície detalhado. As sondas serão arqueadas em direção à superfície de um planeta e, quando perto o suficiente, “exibirá” a cobertura do sensor em uma área grande. Quando uma quantidade suficiente da superfície tiver cobertura, as sondas serão agrupadas e relatarão suas descobertas. Para mapear anéis ao redor de um planeta, você precisa acertar cada anel com uma única sonda.

Para permitir uma jogabilidade, você pode mirar as sondas longe do planeta, permitindo que elas se movam ao redor dele, potencialmente permitindo que você alcance a superfície do outro lado do planeta. Se você mirar muito longe, a sonda voará para a frente e errará, mas usando informações de massa e tamanho mostradas no HUD, você será capaz de disparar sondas e obter cobertura completa sem ter que voar ao redor do planeta.

Você será capaz de sintetizar micro-sondas para o scanner de superfície detalhado, mas quanto melhor você for, menos probes precisará para obter uma cobertura completa.

Quando você conseguir isso, qualquer local incomum será revelado aos sistemas de navegação de sua nave. Então, não mais vasculhando um planeta inteiro para encontrar aquelas brain trees!

"PRIMEIRO MAPEADO POR"

Também estamos adicionando uma nova oportunidade para obter o nome de seu Comandante imortalizado no jogo com a nova tag 'Primeiro mapeado por'. A primeira pessoa a mapear com sucesso um planeta em 100% e vender os dados resultantes em uma estação, receberá essa tag. Isso também se aplica a planetas que já possuem uma tag 'First Discovered'.

MULTI-CREW

Como parte da atualização de exploração, estamos nos certificando de que os membros de uma multi-crew possam usar o scanner de descoberta e o scanner de superfície detalhado ao mesmo tempo e todas as descobertas sejam compartilhadas entre a tripulação ou a wing.

Isso permite que wings ou comandantes em multi-crew se envolvam em exploração juntos, ganhando cada vez mais créditos e nível de exploração e tornando o processo mais eficiente.

.
Apresentaremos mais detalhes sobre o Beyond - Capítulo Quatro nas próximas semanas e mal podemos esperar para mostrar a você, mas enquanto isso, por favor, poste seus comentários sobre Exploration neste tópico e tentaremos responder a tantos consultas como podemos.
 
Top Bottom